Domingo, 17 de Junho de 2007

DUBAI - Cidade Relâmpago II

 

“As mulheres de executivos de empresas de construção civil passam grande parte dos dias na praia. Desfrutando dos prazeres da vida, alguns cidadãos estrangeiros assistem a um jogo de pólo no Arabian Ranches , um projecto imobiliário concebido para os mais endinheirados, atraídos ao Dubai por empregos bem pagos, status social e custo de vida relativamente barato.”

 

O Dubai gera pressão sobre o resto do mundo árabe e muçulmano. Os cidadãos começa a perguntar aos seus governos: se Dubai consegue, por que é que nós não conseguimos?".

 

Não existe outro lugar no mundo como o Dubai. É a capital da extravagância, no ar “estala” uma mistura volátil de excessos e oportunidades. As estrelas mundiais do ténis: Andre Agassi e Roger Federer foram jogar um jogo amigável - no heliporto do hotel Burj-al-Arab . No Dubai vendem-se telemóveis incrustados com diamantes, a 7.600 € cada; Milhões de pessoas chegam de avião só para fazer compras.

 

No Dubai pode observar-se o singular multiculturalismo de uma cidade onde se pode comer num restaurante italiano dirigido por um egípcio com um chef indiano e garçons filipinos que nos cantam operetas a cada meia hora; Ou ver, ao raiar do dia, um grupo de ingleses sair cambaleando de um pub, enquanto nas ruas ecoa o apelo para a oração matinal dos muçulmanos.

 

Dubai criou um dos mais dinâmicos ambientes empresariais do mundo. "Não são apenas os edifícios, as ilhas, os hotéis, são também as facilidades: a legislação, os regulamentos, o ambiente social liberal." Sem impostos sobre as empresas, pessoa física e jurídica e com um sistema bancário avançadissim e um quadro legal que favorece a propriedade e a iniciativa privada, O Dubai simboliza o lema do xeque Rashid: "O que é bom para os comerciantes é bom para Dubai".

 

O filho do xeque Rashid; Xeque Mohammed, hoje com 57 anos e actual governante de Dubai, é um "modernizador radical", e a mais influente personalidade da Arábia desde o rei Abdulaziz, o homem que na década de 1930 unificou reinos, fundou a moderna Arábia Saudita, aproveitou as reservas de petróleo de seu país para torná-lo num “gigante” do mercado a nivel mundial.

 

Parte II - Dubai, cidade relâmpago.
publicado por: Pangea às 19:39
link do post: | adicionar aos favoritos:

.Curiosos

.Horas, Minutos e ... Segundos

.autor:

.- curioso? - procure aqui:

.Agosto 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.recém-nascidos:

. DUBAI - Cidade Relâmpago ...

. Ouvi dizer que... A inten...

. CHINA - Cidades Instantân...

. As "primas" do mestre-de-...

. As "primas" do mestre-de-...

."torre do tombo":

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.temas

. ouvi dizer que...(10)

. ... as obras-primas do mestre(5)

. china-cidades instantâneas.(4)

. dubai-cidade relâmpago(4)

. arquitectos da antiguidade(3)

. arquitectos da idade média(1)

. teóricos do urbanismo(1)

. todas as tags

.http://www. ...

RSS
blogs SAPO

. - Jackpot 28 ou... Hit Parade 56.

. ...na hora

.faça chuva ou faça sol ...

Weather Forecast | Weather Maps

.Curiosos desde 9.6.2007